sexta-feira, 1 de julho de 2011

às 7 horario de Brasília

São sete horas, o sol borrou o céu de um amarelo meio alaranjado, as nuvens se misturam no azul tornando tudo meio que degrade.
No trânsito tudo calmo, fazem 17o lá fora e sol ainda está meio lá meio cá.
No radio, o jornal começa com as principais noticias. Claro que somente as trágicas porque é isso que atrai o ouvinte. Inutilidade publica.

Aqui em casa está tudo bem, obrigado por perguntar.

Dizem que vai esfriar, uns dizem que esquenta. Alguém avisa pro inverno que a tarde também precisa trabalhar, friozinho de manhã e a noite e de tarde um PUTA CALOR.

Bem, preciso de um banho antes do trampo.
Há falando em trampo, ontem foi o dia, mas não vem ao caso.

Estou trabalhando em um texto para apresentar, então creio que ficarei ausente por algum tempo. Isso não significa que ficaremos sem postagens...

Postarei umas poesias feitas por uma amiga de Face, a Fer.

Se alguém quiser se juntar ao espaço, só falar comigo, posto aqui também. E é claro que coloco os devidos créditos do autor, meu intuito é divulgação e não ganhar grana as custas dos outros. Também não preciso dizer que qualquer postagem passa por um controle de qualidade. :)

Agradecido até aqui.

E são 7:12 neste exato momento! 
Vou perder hora! 

abraços, Dan

Um comentário:

anti eu mesma ana-tômica disse...

Dan, eu já te disse, eu simplesmente adoro essas suas crônicas do dia-a-dia, por isso aquele papo de jornalismo, lembra? cheio de imagem, é dinâmico e tudo mais... eu adoro!